diabetes_capa

“De olho no Diabetes” – ação mundial chama a atenção para a doença

O primeiro relatório global sobre a diabetes da OMS (Organização Mundial de Saúde) demonstra que o número de adultos que vivem com diabetes quase quadruplicou desde 1980 para 422 milhões de adultos. A previsão é de que esse número chegue a 642 milhões em 2040 – uma proporção de um adulto diabético para cada dez adultos no planeta.

O excesso de peso e a obesidade contribuem para o aumento da diabetes tipo 2. Apenas em 2012 o diabetes sozinho causou 1,5 milhões de mortes. Suas complicações podem levar a ataque cardíaco, derrame, cegueira, insuficiência renal e amputação de membros inferiores.

Com os dados alarmantes, o relatório apela aos governos para garantir que as pessoas são capazes de fazer escolhas saudáveis ​​e que os sistemas de saúde são capazes de diagnosticar, tratar e cuidar de pessoas com diabetes.

Esquema - Sintomas do Diabetes Foto: Pixabay

Esquema – Sintomas do Diabetes
Foto: Pixabay

Um em cada dois adultos com a doença não está diagnosticado, ou seja, não sabe da sua condição, geralmente não faz exames periódicos e com isso pode ter sérias complicações.

Dados da Federação Internacional do Diabetes mostram que até 70% dos casos de diabetes tipo 2 podem ser prevenidos por meio da adoção de hábitos mais saudáveis.

Segundo a entidade, os índices crescentes de subnutrição e de baixa atividade física entre crianças de diversos países, o diabetes tipo 2 na infância tem potencial para se tornar um problema de saúde pública global. Em diversas localidades do mundo, o diabetes figura como a principal causa de cegueira, doenças cardiovasculares, falência renal e amputação de membros inferiores. Ou dado interessante é e que 12% das despesas globais totais em saúde é atualmente gasto em adultos com diabetes.

Uma alimentação saudável, fazer atividades físicas e controlar o peso são algumas das medidas necessárias para prevenir a doença.

 Sinais e sintomas

De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, o desencadeamento do diabetes tipo 1 é geralmente repentino e dramático e pode incluir sintomas como: sede excessiva, rápida perda de peso, fome exagerada; cansaço inexplicável, muita vontade de urinar, má cicatrização, visão embaçada, falta de interesse e de concentração, vômitos e dores estomacais.

Os mesmos sinais podem ser observados em pessoas com diabetes tipo 2, mas, geralmente, eles se apresentam de forma menos evidente. Em crianças com diabetes tipo 2, os sintomas podem ser moderados ou até mesmo ausentes.

Dia Mundial do Diabetes

Para chamar atenção para a importância do diagnóstico, prevenção e tratamento da doença, foi criado o Dia Mundial do Diabetes, em 1991, pela Federação Internacional do Diabetes em conjunto com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em resposta às preocupações sobre os crescentes números de diagnóstico no mundo.

A data tornou-se oficial pela Organização das Nações Unidas (ONU) a partir de 2007, com a aprovação da Resolução das Nações Unidas 61/225. O dia 14 de novembro foi escolhido por marcar o aniversário de Frederick Banting que, junto com Charles Best, concebeu a ideia que levou à descoberta da insulina em 1921.

O tema da campanha este ano é “De olho no diabetes”, com foco em promover a importância do rastreamento e garantir o diagnóstico precoce, o tratamento e a redução do risco de complicações mais sérias – sobretudo em casos de diabetes tipo 2.

No Brasil, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia preparou uma série de atividades em alusão à data. Estão previstos shows e atividades educativas em diversas cidades do país para chamar a atenção da população para a detecção precoce do diabetes.

 Fontes: Internacional Diabetes Federation – http://www.idf.org/

EBC – http://www.ebc.com.br/

Dia Mundial do Diabetes – http://diamundialdodiabetes.org.br/

Fotos ilustrativas – Pixabay

Related News

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Todos os direitos reservados Jornal SuperaBR